Mais
Buscar

Riojob

Últimas Vagas Publicadas

Vaga Salário
Estágio Mídias So... A combinar
Desenvolvedor Fro... Não divulgado
Designer UX/UI R$ 1.600,00
Analista de Relac... R$ 2.050,00
Desenvolvedor fro... A combinar

Empresas Anunciantes

  • Mini thumb toque campainha
  • Mini thumb sesc
  • Mini thumb lamole
  • Mini thumb globo

Entrevistas

Fotógrafo Felipe Maiato

felipe-maiatoEx webdesigner, Felipe Maiato atua hoje como fotógrafo.

Veja o que inspirou Maiato a trocar de profissão.

Este é Felipe Maiato.  Conheça seu trabalho em: www.felipemaiato.com

Confira o Bate-papo


O que você fazia antes de ser fotógrafo?

Comecei a trabalhar com informática em 2005 como programador mainframe. Depois disso migrei para a área web e fiquei trabalhando com webdesign em diversos projetos outsourcing. Em 2010 fui demitido da Accenture do Brasil, onde era responsável por toda parte gráfica de um portal do cliente. Resolvi seguir um sonho…

Qual era o sonho?

Desde pequeno eu sou fanático por lojas de móveis e afins, sempre ia para a área de escritório, me imaginando tendo o meu escritório, sendo dono do meu próprio nariz. O fato de ser um contratado e ter que cumprir horários e ficar abaixo de um chefe, me incomodava muito. A busca era desde sempre, achar algo que me completasse profissionalmente, que fosse o que eu realmente amaria fazer. Depois de muita procura e pensar que nunca acharia eu encontrei a fotografia. Achei o que realmente amo fazer, fotografar emoções, registrar pessoas em imagens. Hoje em dia eu sou fotógrafo de casamentos, de histórias e sou realizado profissionalmente.

felipe_maiato7

E como foi o encontro com a fotografia?

Foi da maneira mais inesperada possível. Já gostava desde pequeno de fotografar tudo, no início com a câmera kodak de filme que minha avó me deu, depois a era digital, e no meio da minha busca por mudanças profissionais, fui ao casamento da prima da minha esposa e, não sei bem porque, eu não conseguia tirar os olhos da fotógrafa que registrava o casamento. Eu pensava, “nossa, muito bom registrar um casamento, milhares de cenas acontecendo, felicidade absoluta”. Isso ficou na minha cabeça durante toda a festa. No dia seguinte mandei um e-mail para a fotógrafa parabenizando o trabalho e pedindo indicações de curso de fotografia profissional. Me inscrevi no Ateliê da Imagem e logo fui convidado para fazer umas fotos da decoração de um casamento. Fiquei um pouco na festa e sai de lá certo que era isso o que eu queria fazer!

No momento que você foi demitido como webdesigner, você já estava trabalhando com fotografia? Conseguia conciliar as duas atividades?

Estava há um ano e meio trabalhando paralelamente com fotografia. Na fotografia comecei como terceiro fotógrafo, passando para segundo – até porque ainda era webdesigner em horário integral. Deixava de almoçar na rua para poder tratar as fotos e não atrasar o cronograma com os clientes que já tinha. Sábados e domingos eu fotografava os casamentos. Desde 2010 sou fotógrafo 24h por dia.

felipe_maiato5

Qual a maior dificuldade de ser “dono do seu próprio nariz”?

Inicialmente, a maior dificuldade são as finanças. Você é o dono, o gerente, o peão, o estagiário, o atendente, o financeiro, o rh, você é tudo. Também foi complicado juntar as finanças para o mês seguinte, afinal tudo passou a sair do meu bolso: plano de saúde, o vale transporte, o vale alimentação, inss e férias! É complicado, mas ainda estou aprendendo a lidar com isso.

felipe_maiato4

Qual o conselho que você dá para quem quer empreender e ter o próprio negócio?

Não tenha medo! Felicidade sempre é o foco, dinheiro é consequência!

felipe_maiato8
felipe_maiato1
felipe_maiato6

Últimas Entrevistas

Economia Criativa e algumas dicas para vagas no setor

Não é de hoje que a economia criativa busca profissionais à frente do seu tempo, com visão de vanguarda e espírito empreendedor, que levem o negócio a sério e o tratem como se fosse seu. Neste cenário dinâmico e promissor é que desperta o grande interesse dos candidatos, porém, vale ressaltar que as exigências não são poucas, tão pouco fáceis – mas possíveis.   Veja abaixo algumas dicas sobre qualificação para [...] Ver Mais

Ila Fox, ilustradora freelancer

Ila trabalha com ilustrações através da internet, atendendo clientes pelo mundo afora. Ela ama o seu trabalho, e se considera feliz por ter a chance de poder fazer parte de um momento importante na vida dos meus clientes! Ver Mais

Anápuáka, o índio conectado

Anápuáka Muniz Tupinambá Hã hã hãe é índigena e é conectado. De etnia Tupinambá e Pataxó Hã hã hãe, saiu da Aldeia Água Vermelha (Bahia) quando tinha 13 anos. Veio para o Rio de Janeiro, morar e estudar. Formou-se em Gestão em Marketing e Jornalismo de Políticas Públicas Sociais. Iniciou sua carreira profissional trabalhando com rádio, jornais, revista e livros – fazendo da pauta ao projeto gráfico. Hoje Anápuáka [...] Ver Mais

Comments are closed.

Dicas de Livros, DVDs, Tecnologia, etc.